Visualização

Vamos falar sobre três coisas importantíssimas para qualquer trabalho mágico. Ocorrem simultaneamente: Intenção, Visualização e Direcionamento Energético.


Siga-nos também nas redes sociais, para mais informações. E já te convido para o nosso grupo de estudos, no WhatsApp! Todos os nossos links estão disponíveis aqui! Sempre que tem alguma novidade, como sorteios para os nossos leitores, seguidores e clientes, a gente comunica por lá. E, quem está no grupo fica sabendo de tudo do Bruxo de Lua em primeira mão, além de poder tirar dúvidas diretamente conosco.

E não deixa de entrar em contato se quiser contratar algum produto ou serviço. Tem um link direto para contato conosco através do WhatsApp Bruxo de Lua, caso precise de algum serviço de oraculismo, encantamento, ou magia, no geral.

Bênçãos, e boa jornada!


Intenção

Antes de falar de visualização, é preciso que você saiba o conceito de Intenção Mágica. Vamos lá? É, basicamente, estabelecer a prática mágica que você deseja fazer, entendendo-a. É importante, sempre, em cada passo durante um feitiço ou ritual, saber o que se quer fazer, para evitar fazer de qualquer jeito e acabar bagunçando.

Você define o que deseja fazer, e mantém essa vontade enquanto estiver no processo, sem duvidar. Tome nota de todas as coisas que vai precisar e estude o que vai fazer com antecedência. Saiba como realizar os seus ritos, saiba como corrigir algum deslize, e acima de tudo, treine a sua mente para se manter focade no seu objetivo mágico. Entendendo isto, vamos para a Visualização.

Visualização

A visualização é uma das técnicas mágicas mais eficazes – e elementares – que existem. Através deste método, você coloca sua intenção e já direciona energia a um propósito estabelecido. Consiste em, literalmente, projetar imagens do que você deseja acontecendo na sua mente. Muito mais que imaginar, visualizar é imprimir magicamente toda a sua vontade no direcionamento de energia, para a realização de algo magicamente.

Por exemplo, para criar um círculo mágico você o visualiza, utilizando todas as simbologias que você possui, seja uma cor em específico, ou um tipo de energia em específico, e então você o projeta, direcionando a sua energia para a sua criação enquanto o vê se formando. Com outras práticas mágicas, não é diferente. Em um banimento, por exemplo, você visualiza aquilo que deseja banir sendo levado para longe, ou sendo repelido, e assim sucessivamente.

Quanto melhor você tiver controle sobre a visualização, menos coisas vai precisar para realizar suas práticas mágicas. Para fazer um escudo mágico, por exemplo, você não precisará necessariamente de toda uma parafernália mágica. Pode apenas visualizar que ele está sendo criado enquanto imprime energia para fazê-lo. Pode inclusive, criar um altar mágico através de visualização.

Como Visualizar?

Primeiramente, comece limpando a sua mente de todas as possíveis distrações, para facilitar o seu trabalho. A partir daí, foque todo o seu pensamento em uma imagem unidimensional. Um ponto, por exemplo. A partir daí, o que acontece a seguir é você quem dita. Pode expandir este ponto, transformá-lo em uma linha, ou dar uma forma. Multiplicá-lo, expandí-lo, sumir com ele, e mais. Sinta-se livre para fazer como preferir.

Quando tiver maior controle, comece a visualizar cenas. Pode colocar um barulho de fundo que tenha a ver com o que deseja, para te ajudar a entrar no clima. Por exemplo, para algo que envolva prosperidade, coloque barulho de moedas caindo, ou de uma caixa registradora. Caso vá fazer uma meditação envolvendo alguma paisagem da natureza, procure barulhos daquele local em específico, a exemplo o mar, ondas, ou uma floresta…

Busque visualizar um resultado possível. Metáforas não são aconselháveis, por darem brecha para muita coisa acontecer. Ter em mente coisas que não podem acontecer vai, apenas, desperdiçar essa energia. Esta etapa geralmente acontece simultaneamente ao direcionamento de energia, que falamos lá em baixo.

Olhos Abertos ou Fechados?

Depende muito da sua afinidade e do seu treinamento de visualização. Com os olhos fechados se torna mais fácil manter a concentração enquanto visualizando, já que no “escuro” da sua visão, haverão menos coisas para focar dentro do seu campo visual. Serão menos coisas para tirar a sua atenção, por exemplo. E visualizar algo contra um fundo incolor ou com pouca variação de cores pode ser mais eficaz.

Para quem já possui uma boa noção de como a visualização funciona, não é difícil fazer com os olhos abertos, principalmente quando em estado alterado de consciência. É indicado que você treine um tipo de visualização de olhos fechados, até ter domínio sobre este, e então será capaz de fazê-la com mais facilidade de olhos abertos.

Exercícios Simples de Visualização

Pode fazer com os olhos fechados, para treinar, se for o caso.

Visualizar um ponto, e esticá-lo, transformando-o em uma linha. Expandir a linha do exemplo anterior em uma forma geométrica. Pode em seguida colorir, mudar as cores. Treine bastante.

Olhar para um objeto ou imagem por cerca de um minuto, e analisá-o. Fechar os olhos em seguida, e recriar a imagem mentalmente, repetindo o processo até conseguir visualizá-lo fielmente. Dica! Ajuda muito mais se for um de seus Instrumentos Mágicos, porque, para o caso de precisar utilizá-los no astral, já terá as visualizações destes firmes em sua mente.

Direcionamento de Energia: Prática Mágica

É quando, de fato, se começa a fazer a intenção acontecer. Aqui ocorre a liberação da energia contida nos itens e materiais mágicos, assim como a própria energia, para fazer acontecer. Aqui é onde acontece a parte física, o botar a mão na massa, ocorrendo simultaneamente ao processo de Visualização.

Na prática…

Você desconfia que estão te direcionando energias ruins. Sabe que utilizará um cristal para lançar uma proteção mágica, e sabe que precisa purificá-lo. Você opta por usar um cristal de quartzo translúcido, que é sabido ter propriedades amplas. Consegue alguns ramos de alecrim, e cravos, para agregar mais energia ao seu feitiço.

Primeiramente, purifica o ambiente para começar o seu feitiço. Traça um círculo mágico, e evoca todas as energias necessárias para realizar o feitiço.

Você tem em mente que é extremamente importante evitar pensar no seu escudo falhando, para não se auto-sabotar, e mantém-se concentrade. Queima o alecrim e os cravos em seu caldeirão; segura o seu cristal (já limpo e energizado) um pouco acima deste, enquanto as ervas queimam, e se concentra, direcionando a sua energia enquanto visualiza.

Chamo as energias de proteção do alecrim e do cravo e as libero, através da queima, para que se combinem à energia deste cristal, e este possa emitir uma barreira de proteção energética, para que, enquanto eu o tiver perto, esteja protegido de todas as energias nocivas ao redor de mim.

Simultaneamente, visualiza as energias das ervas que utilizou saindo do caldeirão e instalando-se no cristal. Direcionando-as, assim, com a sua vontade. Logo em seguida, visualiza-se dentro de um escudo energético, com características à sua escolha, emanando através do cristal. Tendo feito, agradece às energias convidadas para o círculo, o destraça, e está feito.

Não é nada complicado, só é preciso praticar, e não esquecer que é necessário ter clara a intenção e visualizar enquanto direciona as energias.


Créditos
Imagem em destaque: Christopher J..


Luã Musi

http://www.bruxodelua.com
@bruxodelua

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s