Caminho Mágico

Quem é você, na fila do pão (ou da magia)?


Siga-nos também nas redes sociais, para mais informações. E já te convido para o nosso grupo de estudos, no WhatsApp! Todos os nossos links estão disponíveis aqui! Sempre que tem alguma novidade, como sorteios para os nossos leitores, seguidores e clientes, a gente comunica por lá. E, quem está no grupo fica sabendo de tudo do Bruxo de Lua em primeira mão, além de poder tirar dúvidas diretamente conosco.

E não deixa de entrar em contato se quiser contratar algum produto ou serviço. Tem um link direto para contato conosco através do WhatsApp Bruxo de Lua, caso precise de algum serviço de oraculismo, encantamento, ou magia, no geral.

Bênçãos, e boa jornada!


Caminho Mágico

E o que mais é o caminho mágico, senão a busca por expandir as percepções, para procurar entender tudo, inclusive a si!? É um caminho, e sempre estará sendo trilhado. A gente sempre procura se definir, não é mesmo? O que eu sou? Quem sou eu na fila do pão da magia? Eu sou um bruxo? Sou feiticeiro, apenas? Sou mesmo um magista capaz de cuidar de mim magicamente, ou é ousadia demais falar assim para alguém que só está estudando a pouco tempo?

Se definir parte da necessidade de se conhecer. Não para se rotular, mas para se identificar, eu digo, e se entender. Às vezes a gente só quer pertencer, e acaba se moldando para estar presente, mas fazendo isto, não nos damos conta que pouco da nossa real presença fica.

É comum, para quem começa a trilhar caminho pela bruxaria, ter a cabeça cheia de dúvidas. Principalmente por estar de frente a um novo universo, que visto do ângulo de um praticante recente é imenso, desconhecido, e cheio de novas informações. E tudo é bonito. Tudo é novo, e atrativo! Mas é necessário atentar a alguns pontos interessantes.

Como você pensa em trilhar o seu caminho? Acha que estar em um grupo é algo interessante? Ou acredita estar melhor como praticante solitárie? Não se preocupe muito com isso, afinal, há sempre espaço para mudar de opinião, e certamente você vai. Muitas vezes. Sua maior certeza no início de sua caminhada, pode ser o ponto de partida para uma imersão em uma outra realidade que nada tinha a ver com a sua expectativa inicial. E tudo bem com isto. Deixe acontecer, e você pode perceber que em momentos específicos, é interessante ter um grupo para trocar figurinhas e ouvir outros pontos de vista. Mas, tenha a certeza: seu caminho mágico é trilhado por você, e você somente. Ainda que em grupo, como você, como indivíduo, pode se encontrar na realidade que deseja seguir?

Você acredita em divindades? Caso a sua prática espiritual tenha a presença de divindades, é interessante para ti buscar uma religião que tenha o objetivo te levar para mais perto daquela realidade? Qual o seu panteão pessoal? Cultua alguma divindade ou panteão de divindades específico de um único povo, como por exemplo celtas, ou nórdicos, ou keméticos, hindus, indígenas…? Não cultua nada, exceto as forças da natureza? O que mais você acha interessante neste multiverso? Acredita em seres mágicos? E, caso sim, tem interesse em trabalhar com eles? Conhece ou possui algum dom mágico? Tem interesse em oráculos? E cristais? Já teve alguma experiência paranormal? Acredita em astrologia e na influencia estelar? Acredita em carma? Lei do retorno?

Se conheça. A partir do momento que você se conhece, você passa a entender onde o seu ponto de vista é bem vindo, e qual a religião ou quais as espiritualidades que podem agregar a ti, no teu caminho mágico. Conhecendo o seu ponto de partida, você trafega sempre podendo voltar. Como um cordão que te liga a onde esteve, facilitando o caminho de volta. E ainda que esteja diante de uma situação onde as suas crenças serão postas à prova, você vai saber exatamente o que pode adequar a si, e o que não é negociável na sua espiritualidade. Será que vale a pena entrar em uma religião que cultua apenas um panteão local, quando a sua essência grita a necessidade de contato com outras divindades de outros locais? Será que tentar encaixar em um molde pre-pronto é algo que vai ser benéfico? Será que se podar de alguma forma para estar em um grupo “mais conceituado”, pela fama, e pelas vantagens que terá, valem a pena? Conheça-se.

É uma ideia espetacular ter um diário mágico, um Livro das Sombras, por exemplo, e anotar todo o seu progresso, quem sabe até para ajudar a te lembrar de quem você é, ou foi, o que deixou para trás definitivamente ou não.

Não tenha o menor medo de explorar e se aventurar conhecendo espiritualidades e religiões, mas não faça comprometimentos com a intenção de “ver se vai dar certo”. Vá com respeito, humildade, e principalmente conhecimento de si. Não esqueça, o universo é seu e você também faz parte dele! E a magia te abraça, como abraçou a tantos e tantas antes, e abraçará a outros muitos mais.

Luã Musi

http://www.bruxodelua.com
@bruxodelua

3 comentários sobre “Caminho Mágico

Deixe uma resposta para Luã Musi Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s