Tecnomagia

“Ou você realmente acha que se as bruxas que viveram há centenas de anos atrás tivessem acesso às tecnologias de hoje não as usariam?”


Siga-nos também nas redes sociais, para mais informações. E já te convido para o nosso grupo de estudos, no WhatsApp! Todos os nossos links estão disponíveis aqui! Sempre que tem alguma novidade, como sorteios para os nossos leitores, seguidores e clientes, a gente comunica por lá. E, quem está no grupo fica sabendo de tudo do Bruxo de Lua em primeira mão, além de poder tirar dúvidas diretamente conosco.

E não deixa de entrar em contato se quiser contratar algum produto ou serviço. Tem um link direto para contato conosco através do WhatsApp Bruxo de Lua, caso precise de algum serviço de oraculismo, encantamento, ou magia, no geral.

Bênçãos, e boa jornada!


Tecnomagia

Pode parecer bastante simples (ou não), mas na simplicidade de uma tela de celular  (ou qualquer outro dispositivo eletrônico) podemos compartilhar coisas importantes conosco mesmos, nos fazer lembrar, ou até mesmo nos impedir de esquecer de algo importante… Bom, todo mundo tem acesso a um celular ou computador (pelo menos você, que está lendo isto aqui, tem), sendo que uma infinidade de pessoas, não muito diferentes de nós, passam grande parte do tempo de frente para as telas, conectados, seja a trabalho ou apenas para matar o tempo, em jogos, em aplicativos de bate-papo, et cetera. E por quê não utilizar os dispositivos para fazer magia?

Tecnomagia é, nada mais e nada menos que, magia tecnológica. Ou seja, magia feita com o uso de tecnologia. E como fazer tecnomagia? Bom, acionar um alarme, trocar o papel de parede, ou até mesmo ouvir um a música programada podem ter efeitos mágicos, se assim os programarmos magicamente. Estas coisas bem triviais, que muitas vezes a gente faz no automático, são exemplos de formas de fazer tecnomagia.

A tecnomagia é uma prática moderna de magia, e é comumente utilizada por praticantes de Magia do Caos. Eu sei que a princípio, para quem estuda a bruxaria, especialmente no que cabe à magia natural, pode ser um tanto quanto estranho. Mas calma aí, se a magia afeta equipamentos eletrônicos também, é possível utilizá-los como ferramentas mágicas. E se você alinhar, por exemplo, a alguma prática mágica a um dispositivo eletrônico ou a uma funcionalidade deste, estará fazendo tecnomagia.

Alguns encaram o uso de tecnomagia como uma prática não muito efetiva, ou “sem energia”, por possuir componentes eletrônicos. Os tradicionalistas radicais tentarão a todo custo tentar argumentar que as bruxas antigas não tinham todos estes artefatos. Certamente não tinham. É evidente. E certamente não tinham acesso a muitas outras descobertas tecnológicas vistas como coisas banais hoje em dia. Vacinas, ou melhores medicamentos, por exemplo. Ou você realmente acha que se as bruxas que viveram há centenas de anos atrás tivessem acesso às tecnologias de hoje não as usariam?

O que difere um atame de um computador se ambos são ferramentas que, em contextos diferentes (ou nem tanto) podem facilitar uma tarefa mágica? Não é no objeto que está a magia, ele só simplifica. E se simplifica, pode usar, eu deixo. Tio Luã, do Bruxo de Lua, te diz que pode usar sem medo. Mas não deixe de estudar, entendido!? Você sabe por exemplo como calcular horas planetárias, sem a ajuda da tabelinha do celular? Se não sabe, passa lá no post de Magia Planetária. Você precisa deste conhecimento, okay? Não se acostume mal. Pode haver um momento onde você não vai ter seu celular à mão, ou conexão com a internet, e precisará agir!

As ferramentas mágicas são apenas objetos, que, consagrados, agem de forma mágica. É a vontade do bruxo ou da bruxa que direciona a energia à magia, de fato. Estes itens são programados para agirem magicamente! – Eu prefiro o termo “programação” para falar de uma consagração de um item ou ação envolvendo tecnomagia. – Partindo deste ponto, o que me impede de me conectar magicamente a um som, ou tom, ou sequência de notas, música, enfim… que possa fortalecer meu escudo mágico sempre que o meu celular o tocar? E se o meu reflexo na tela do meu celular tiver uma ação mágica programada por mim? E se eu souber programar (literalmente) e criar um aplicativo que possa ter um efeito mágico predefinido em quem o utilizar? E se eu utilizar uma melodia para causar uma alteração de consciência em mim? E se eu encantar um desenho meu, e programar uma foto dele para causar um efeito em quem a visualizar? Já parou para pensar que o simples fato de checar uma tabela de horas planetárias online pode, em maior ou menor escala, ser considerado tecnomagia?

Se até mesmo uma mensagem de texto pode mudar o humor de uma pessoa, inconscientemente, imagine o que pode ser feito de forma consciente. Fica uma sugestão: tenha mais cuidado com o que você acessa… quanto mais nos tornamos envoltos nesta atmosfera tecnológica, mais e mais nos deixamos envolver. E tudo o que pode ser colocado online, pode ter um impacto em nossa vida, e provavelmente terá, em maior ou menor escala. Imagine que a internet esteja para qualquer arquivo online assim como a teia do destino (wyrd) está para nós, seres viventes.

Dicas de Tecnomagias

• Colocar um feitiço oculto em um texto eletrônico, com caracteres escondidos; ou programar um feitiço para ativar assim que alguém ler o texto em algum local.

• Criar um hipersigilo (que neste caso, poderia ser um sigilo formado a partir da união de um texto, com uma imagem… ou de um vídeo com uma sequência de notas musicais, uma narrativa, sob um fundo colorido).

• Criar de um programa (caso você saiba programar) com um feitiço ou condições mágicas no código-fonte.

• Colocar um sigilo em uma camada oculta de uma imagem; vale criar uma marca d’água transparente, também.

• Criar um templo virtual para uma de suas divindades.

• Selar magicamente a tela do seu celular ou dispositivo eletrônico, de modo a criar um filtro anti-feitiços, de modo a barrar todas energias oriundas de tecnomagia para você.

• Colocar um sigilo com um feitiço em um currículo eletrônico, e enviar para a empresa na qual deseja ser contratade.

• Enviar bênçãos (ou maldições) através de mensagens de texto.

• Encantar aparelhos eletrônicos para desempenharem funções energéticas, também, como por exemplo, encantar um aspirador de pó para aspirar energias nocivas.

• Utilizar aparelhos eletrônicos para fazer magia. Se você nunca ouviu falar em colocar o nome de alguém no congelador, ou bater no liquidificador… bom, você não se liga muito, não é? Deixa eu te contar… pelo simples fato de utilizar aparelhos tecnológicos, é tecnomagia.

BÔNUS:
Influência dos Simbolismos Digitais

Esse título parece o título de uma tese não é? Tô inspirado. Deixa eu contar uma experiência que tive com o título desta parte do texto.

Os signos principais no meu mapa astral são regidos por Mercúrio, e sua influência é notável, tanto que sempre fui racional demais. Entretanto, houve um momento em que eu precisei fazer o emocional pesar mais nesta balança. Não queria desligar o racional, mas prestar mais atenção no que minhas emoções e meu sentido de intuição me mostravam ou me faziam perceber.

Isso requereu certo trabalho mental (o que não deixa de ser uma contradição, trabalhar o emocional com o mental). Eu aprendi a me permitir ser mais emocional, trabalhando com mensagens subliminares. Coloquei como papel de parede do meu celular uma imagem do mar, remetendo ao elemento Água, obviamente, como um lembrete de que eu poderia me permitir ser um pouco mais emocional. Fiz disto uma forma de me lembrar mentalmente que eu poderia deixar meu lado emocional fluir mair. Estabeleci isto, e programei essa ação, verbalizando que toda vez que eu visualizasse aquela imagem, me permitisse observar um pouco mais como o meu emocional reagia à situação. E assim se seguiu. Eu consegui progresso, mas aí, eu comecei a agir muito sem pesar as coisas racionalmente, o que acabou desbalanceando tudo inversamente. Através deste experimento eu digo duas coisas: deu certo, e teve efeito colateral. o que posso classificar como um leve desastre mágico. Então, nada de se jogar sem saber aonde se mete, tá?! Segurança sempre!

Agora, pensa aí no que vai fazer, porque eu sei que te dei várias sugestões de fazer tecnomagia, te falei de magia contemporânea nos post anterior, e você não vai mais poder usar a desculpa de que é bruxe natural como justificativa para não fazer magia aí mesmo no seu quarto.

Luã Musi

http://www.bruxodelua.com
@bruxodelua

2 comentários sobre “Tecnomagia

    1. Olá Maria Cristina!
      Obrigado pelo carinho. 🌙

      Entretanto, deixo uma notinha: apesar da wicca ser uma das fontes das quais tive o prazer de beber (e sou grato), minhas práticas, e a expressão da minha fé, não se dão através da wicca, que apesar de ser uma forma de expressão de fé muito conhecida da bruxaria no paganismo, não é a única. O Bruxo de Lua não é um blog de wicca, mas de bruxaria eclética!

      Bênçãos, e boa jornada!

      Curtir

Deixe uma resposta para MARIA CRISTINA PIOLOGO MENDES Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s